O que provedores de internet devem considerar no planejamento de campanhas de marketing para atrair clientes - Qualifica Cursos
O que provedores de internet devem considerar no planejamento de campanhas de marketing para atrair clientes

Nesse artigo você entender como planejar estratégias e ações de marketing para que o seu Provedor de Internet conquiste mais clientes.

Um negócio só pode crescer se estiver saudável financeiramente. Caso tenha margem de lucro, melhor ainda!

E aqui já tem dois conceitos diferentes para entender, faturamento e lucro. 

Não são iguais, mas um depende do outro. Faturamento, em resumo, é tudo que sua empresa recebe. Lucro é o que fica, após o pagamento de todas as contas.

E, para que você fature muito e tenha lucro para reinvestir no negócio, há algo importante a fazer que é vender.

Apesar de muitos empresários torcerem o nariz para a área comercial, a verdade é que ela é uma parte fundamental do negócio.

Se não estiver funcionando bem, você pode ter prejuízos no seu Provedor de Internet.

Por isso, não delegue a estratégia de marketing e vendas para pessoas sem visão estratégica do negócio.

Vamos começar a nossa lista por este ponto específico.

1. Participe da Estratégia

É comum que o empresário que tenha um Provedor de Internet contrate uma equipe de marketing e vendas para realizar esse processo.

Inclusive é a coisa certa a se fazer, delegar a parte tática e operacional para que se tenha mais tempo livre para criar a estratégia.

E é exatamente nessa etapa do processo, a estratégia, que é importante ter a sua participação ativa. 

É nela em que se deve criar definições como:

  • Que tipos de campanhas
  • Quais formas de divulgação
  • Verba investida
  • Metas e resultadas esperados
  • Prazo de veiculação, entre outros.

Como criador do negócio, a sua visão é única e muitas vezes a equipe precisa de treinamento e amadurecimento para chegar nela.

Nesse momento, tente estar presente e ajudar com a sua visão de negócio.

2. Foco nas Mídias Sociais 

Ninguém duvida que as mídias sociais são os novos canais de comunicação.

Mas não é apenas isso. Elas são altamente eficientes quando se trata de atingir o público desejado por sua empresa.

Um exemplo disso é que, além do conteúdo orgânico que você já deve produzir normalmente, também é possível fazer anúncios.

E, nesses anúncios é possível segmentar por região, idade, nível de escolaridade e até mesmo por interesses dos seus usuários.

Mas, o que nós observamos como prática comum no mercado de provedores de internet, é que vários líderes não estão presentes para esse movimento.

Costumam pensar que as mídias sociais não dão retorno e, por isso, não geram esforços, apenas produzem um conteúdo mais do mesmo, apenas para dizer que “estão lá”.

Você mesmo pode conhecer alguém que pensa assim.

E até foi dessa maneira por algum tempo, onde só jovens testavam as ferramentas, para divertirem-se. 

Mas, esse cenário mudou e tornou-se amplamente possível vender direto pelas mídias sociais, ou pelo menos, gerar impacto na sua audiência, ser notado, lembrado e escolhido no momento certo.

Portanto, ao criar sua estratégia, considere sempre todas as redes sociais:

  • Linkedin: A Rede Social com foco no mercado de trabalho, o linkedin não é apenas uma ferramenta para buscar emprego e fazer networking.

Nela, você pode ter contato com inúmeros decisores. 

São empresários e profissionais que podem estar em busca de um Provedor de Internet como o seu nesse exato momento.

  • Youtube: O YouTube concentra grande parte das buscas do google.

As pessoas já se acostumaram a procurar temas e até mesmo empresas por lá.

Além disso, mesmo em uma busca direta na pesquisa do google, ele pode apresentar um resultado em vídeo do youtube.

E a pergunta que não quer calar:

Se o seu cliente ideal pesquisa por provedor de internet, ele te encontrará nesses resultados?

Se a sua resposta é não, talvez esteja na hora de você agir e começar a criar conteúdo para o youtube imediatamente!

  • Facebook: Ele morreu? Não e não!

Está tão vivo como nunca, mas agora com nova roupagem e talvez uma boa notícia para você: a média de idade na plataforma é mais alta que em outras redes sociais.

Isso significa que o Facebook deve continuar sendo considerado nas suas estratégias, mas avalie o conteúdo que cria por lá.

Apesar da distribuição orgânica ser baixa, o Facebook dá aos criadores a opções de grupos, onde o conteúdo é distribuído para todos.

E tem mais benefícios ao usar a plataforma. Ela concentra os recursos: 

  • Facebook Business: Com ele você cria os anúncios e segmenta conforme sua estratégia para o público tanto no Facebook quanto no Instagram.
  • Instagram: A rede social que antes só servia para exibir fotos de viagens, festas, lifestyle, etc. evoluiu e agora concentra muitos empreendedores.

Além disso, ela se tornou um grande centro de vendas, como um shopping. 

Com recursos avançados, ela agora disponibiliza até uma opção de loja na plataforma.

O Instagram caminha para se tornar um super app, concentrando em si recursos de diversos outros aplicativos.

Exemplos como as ferramentas reels e stories são prova disso.

Mas, a grande vantagem da ferramenta é que ela permite um relacionamento diário, contínuo e criativo com seus clientes.

E tudo isso pode ser feito de forma orgânica ou através do recurso de anúncios.

  • Tik Tok: Um dos mais novos da turma, mas não o subestime!

O Tik Tok não é uma plataforma apenas de “dancinhas” como muitos costumam pensar.

Ele foi um dos apps mais baixados em todo mundo durante a pandemia e muitos criadores de conteúdo já estão monetizando muito por lá.

Sim, é possível criar conteúdo autêntico, criativo tanto de forma orgânica, como através de anúncios.

Porém, temos observado grandes retornos dos conteúdos gerados em conjunto com grandes influenciadores da plataforma.

E de acordo com essa pesquisa da Adweek, metade dos usuários do TikTok compram produtos que veem anunciados na plataforma.

Você ainda acredita que é só uma plataforma de dancinhas?

Ei, espera aí! Aonde você vai?

Termine de ler o artigo, antes de correr para ir lá criar a conta do seu Provedor de Internet!

Ainda tem mais dicas para você aqui!

Esses são apenas alguns dos canais que você já deveria estar presente, mas por falta de estratégia, pode estar perdendo a oportunidade de conversar com seu público-alvo.

3. Acompanhe os resultados do Marketing

Da mesma maneira que dissemos para acompanhar o processo de criação das campanhas de marketing e vendas, também é importante a sua participação na análise de resultados.

Você pode e deve delegar isso a alguém da equipe para que gerencie essas informações por você, mas evite ficar totalmente alheio.

Acompanhar métricas de ações e resultados de campanhas vai te permitir ter muitos insights para não apenas criar novas campanhas, mas também mudar aspectos de produtos e serviços na entrega do seu Provedor de Internet.

A leitura que você, como gestor do negócio fará desses resultados, vai um pouco além do que a sua equipe pode estar fazendo.

Apenas assegure que sua equipe de marketing tenha autonomia, pois sem isso ela não tomará boas decisões.

O foco aqui é acompanhar o processo de marketing e vendas do seu provedor de internet e direcionar estratégias para melhores resultados.

Isso é bem diferente de engessar o processo e torná-lo totalmente dependente de você, o que no caso não será nada vantajoso, e pode eliminar a parte criativa das ações.

Agora que você já tem essa receita em mãos, comece decidindo qual campanha você vai executar assim que concluir essa leitura!

Que tal falar dos SVA’s que seu Provedor de Internet disponibiliza?

E se quiser aproveitar o nosso apoio, assim que você se torna assinante do Qualifica Cursos SVA, nós já disponibilizamos um material de marketing para te ajudar na divulgação do produto.

Para saber mais, entre em contato com nossa equipe de atendimento, basta clicar neste link.